Uma breve história de Natal

Pinacoteca de Natal RN

Igreja Nossa Senhora da Apresentação

Igreja Nossa Senhora da Apresentação

Centro de Turismo Natal RN

Centro de Turismo Natal RN

 

 

 

 

 

 

 

Uma breve historia de Natal 

Tudo começou no dia 09 de fevereiro do ano de 1.500, quando o navegador Pedro Álvarez Cabral embarcou com 13 navios, destino a Calicute na Índia. O objetivo dessa viagem era trazer especarias do Extremo Oriente, um mercado geralmente controlado pelos turcos, árabes e italianos. Durante a viagem as correntes do Atlântico Sul levaram a frota muito para o oeste, e foi assim que o Monte Pascoal no atual Estado da Bahia foi avistado pelos marinheiros no dia 22 de março do mesmo ano. Pedro Álvarez Cabral e seus homens desembarcaram nesta terra que foi chamada Ilha de Vera Cruz. Ilha porque não tinha como saber se a nova terra era uma ilha ou um continente, e os índios não falavam português. No dia 01 de maio eles deixaram o Brasil rumo ao Oriente, enquanto a caravela de Gaspar de Lemos voltava para Portugal anunciar ao Rei Manuel I a descoberta da “grande ilha”.

No dia 10 de maio de 1.501 as caravelas portuguesas desatracaram rumo às terras potiguares. Eles chegaram ao Cabo de São Roque após mais de dois meses de viagem. Acontece que os corsários franceses estavam explorando essa região, fato que preocupou os portugueses.

Para se livrar dos franceses, o rei Dom Manuel decidiu construir um forte, e como isso não era suficiente, a segunda etapa foi à fundação de uma cidade na região. Assim foi fundada a Cidade dos Reis, que foi chamada mais tarde Natal devido à data de sua fundação.

Natal tinha poucos atrativos econômicos, portanto não era fácil atrair os colonos. A cana de açúcar, principal fonte de riqueza do século XVI e XVII, estava sendo explorada principalmente em Pernambuco. Em 1.633, ano da invasão holandesa, havia apenas 10 casas na cidade. Por causa da seca no Nordeste novos moradores só chegaram em 1.877. Mas, o verdadeiro boom demográfico aconteceu com a chegada dos americanos durante a Segunda Guerra Mundial. Nos anos 60, a SUDENE (a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste), contribuiu consideravelmente na elevação do padrão de vida dos natalenses.  Hoje, em torno de 800 mil habitantes vivem na Cidade do Sol, e mais de um milhão contando com os habitantes de Parnamirim e Extremoz, dois municípios vizinhos.

arena1

natalhighg

O TEMPO AGORA